HOME TLAXCALA
a rede de tradutores pela diversidade lingüística
MANIFESTO DE TLAXCALA  QUEM SOMOS ?  OS AMIGOS DE TLAXCALA   PESQUISAR 

AO SUL DA FRONTEIRA (América Latina e Caribe)
IMPÉRIO (Questões globais)
TERRA DE CANAà(Palestina, Israel, Líbano)
UMMA (Mundo árabe, Islã)
NO VENTRE DA BALEIA (Ativismo nas metrópoles imperialistas)
PAZ E GUERRA (USA, UE, OTAN)
MÃE AFRICA (Continente africano, Oceano índico)

ZONA DOS TUFÕES  (Ásia, Pacífico)
KOM K DE KALVELLIDO (Diário de um cartunista proletário)
TEMPESTADE CEREBRAL  (Cultura, Comunicação)
OS INCLASSIFICADOS 
CRÔNICAS TLAXCALTECAS 
O FICHÁRIO DE TLAXCALA  (Glossários, dicionários, fichários)
BIBLIOTECA DE AUTORES 
GALERIA 
OS ARQUIVOS DE TLAXCALA  

13/12/2017
Español Français English Deutsch Português Italiano Català
عربي Svenska فارسی Ελληνικά русски TAMAZIGHT OTHER LANGUAGES
 

Lorde Blairfour


AUTOR:  Raja CHEMAYEL

Traduzido por  Cristina Santos


Um dia Lorde Balfour ofereceu um país
que nunca foi seu
ofereceu a Palestina que nem sequer estava ocupada por ele,
os turcos estavam lá, no dia em que ele fez a promessa.

Lorde Balfour ofereceu a Palestina árabe
a um banqueiro milionário judeu francês, Barão de Rothschild,
que era provavelmente o homem mais rico do mundo
à procura de alguns investimentos produtivos novos.

O rei Leopoldo da Bélgica também se apoderou do Congo
Cecil Rhodes apoderou-se da Rodésia
e o Barão de Rothschild da Palestina…

E os sionistas disseram-nos sempre que a Palestina “nunca existiu”
por isso, como pôde o Lorde Balfour oferecer algo que “nunca existiu”?
para além de que também “nunca foi seu”??

De facto, a Palestina existia, e ainda existe.
Os sionistas mencionavam-na em todos os seus manuais coloniais
e nos livros de teoria criminal.

Lord Balfour mencionou-a na sua promessa ilegal
e a Assembleia das Nações Unidas
concordou com isso (ainda que com muitas condições).

Por isso os sionistas conseguiram uma promessa ilegal
de um dono ilegal para se apoderar de um país que “nunca existiu”
Quando lá chegaram, expulsaram desse país
um milhão de palestinos refugiados.

Por isso a Palestina, que “nunca existiu e estava desabitada”
produziu um milhão de refugiados depois de ter sido oferecida numa bandeja de prata
por alguém que nem sequer era o dono, quanto mais ocupá-la.

Quanto ao Lorde Balfour.......

60 anos mais tarde,
um colega de Lorde Balfour
que se chama Blair (muito em breve Lorde Blair) ou Blairfour…
vem resolver o assunto
que até agora, não criou nem um paraíso para os judeus
nem justiça para os palestinos.

Este Blair invadiu o Iraque só para que Israel fosse mais seguro.
Este mesmo Blair vai bombardear Teerão para fazer que Telavive seja ainda mais segura.
E este Blair vai agora ser o árbitro de um jogo
entre as pessoas desse país “que nunca existiu”
e as pessoas que fingem ser o seu povo
mas que têm mães etíopes e lituânias simultaneamente
e quem sabe quantos pais!!

Blair vai estabelecer a paz,
quando nem sequer consegui ganhar nenhuma guerra
nem honestamente, nem de nenhuma outra maneira.

Blair vai reparar o crime de Balfour.
Missão impossível?
Ou Missionário Impossível?

Quando não queres reparar o teu carro
não há como levá-lo aos mecânicos errados.

Quando queres que o teu rival perca
recomendas-lhe um mau advogado.

Quando não se quer a paz
não há como escolher o negociador errado.

Claro que Mahmoud Abbas dará as boas-vindas ao Blair
porque não tem nada a perder.
E Ehud Olmert também dará as boas-vindas ao Blair
porque não pode perder…

Viva ao Lorde Blairfour!!
Prometerá o que não tem
e não terá nada a prometer.

Eng. Moustafa Roosenbloom
Talvez não seja um historiador, mas sabe muito!!


Fonte: http://frustratedarab.blogspot.com

Artigo original publicado a 3 de Julho de 2007

Sobre o autor

Cristina Santos é membro de Tlaxcala, a rede de tradutores pela diversidade lingüística. Esta tradução pode ser reproduzida livremente na condição de que sua integridade seja respeitada, bem como a menção ao autor, aos tradutores, aos revisores e à fonte.

URL deste artigo em Tlaxcala:
http://www.tlaxcala.es/pp.asp?reference=3315&lg=po


TERRA DE CANAÃ: 16/07/2007

 
 IMPRIMIR IMPRIMIR 

 ENVIAR ESTA PÁGINA ENVIAR ESTA PÁGINA

 
VOLVERVOLVER 

 tlaxcala@tlaxcala.es

HORA DE PARÍSI  14:3