HOME TLAXCALA
a rede de tradutores pela diversidade lingüística
MANIFESTO DE TLAXCALA  QUEM SOMOS ?  OS AMIGOS DE TLAXCALA   PESQUISAR 

AO SUL DA FRONTEIRA (América Latina e Caribe)
IMPÉRIO (Questões globais)
TERRA DE CANAà(Palestina, Israel, Líbano)
UMMA (Mundo árabe, Islã)
NO VENTRE DA BALEIA (Ativismo nas metrópoles imperialistas)
PAZ E GUERRA (USA, UE, OTAN)
MÃE AFRICA (Continente africano, Oceano índico)

ZONA DOS TUFÕES  (Ásia, Pacífico)
KOM K DE KALVELLIDO (Diário de um cartunista proletário)
TEMPESTADE CEREBRAL  (Cultura, Comunicação)
OS INCLASSIFICADOS 
CRÔNICAS TLAXCALTECAS 
O FICHÁRIO DE TLAXCALA  (Glossários, dicionários, fichários)
BIBLIOTECA DE AUTORES 
GALERIA 
OS ARQUIVOS DE TLAXCALA  

18/10/2017
Español Français English Deutsch Português Italiano Català
عربي Svenska فارسی Ελληνικά русски TAMAZIGHT OTHER LANGUAGES
 

Pedido de ajuda urgente de Rangum, Birmânia


AUTOR:   Mark Famaner, Burma Campaign UK

Traduzido por  Cristina Santos


Estimados amigos,

“Vivemos num inferno. Por favor ajudem-nos.”


Apenas há uma hora, apesar das tentativas do regime para cortar a comunicação, recebemos uma mensagem de Rangum. Eles querem que o mundo saiba o que se passa na Birmânia e pedem que a comunidade internacional exerça mais pressão



"Estamos todos muito assustados. As pessoas têm medo de sair, de ir à rua, a maioria das lojas está fechada. O mundo tem de saber o que se está a passar, é preciso fazer mais pressão internacional. Se a pressão continuar o regime não conseguirá sobreviver. Talvez alguns meses, mas não sobreviverá se a pressão continuará.”



Burma Campaign UK (Campanha pela Birmânia no Reino Unido) está a providenciar esse apoio, fazendo pressão para que a comunidade internacional tome medidas contra o regime na Birmânia. Durante a semana passada recebemos mais de 600 telefonemas por dia de jornalistas e certificámo-nos que as notícias da Birmânia chegavam aos programas de televisão e jornais que vocês lêem. Estamos a fazer pressão junto dos governos para que sejam impostas sanções económicas, e para que se estabeleça um embargo de armas contra o regime. E esta campanha está a ter impacto. Ontem o primeiro-ministro britânico Gordon Brown telefonou-nos, ele próprio, e prometeu exercer pressão para que a União Europeia imponha sanções económicas mais fortes.



No entanto, somos uma organização pequena, e estamos a ter muitas dificuldades para providenciar o apoio que a população da Birmânia nos está a pedir. Precisamos da vossa ajuda.


Por favor ajude-nos:

Visite o nosso website http://www.burmacampaign.org.uk/

Todos os dias haverá uma nova campanha no nosso website.


Há dois dias, outra pessoa de Rangum disse-nos “Ouvi pessoas a chorar e a gritar pedindo ajuda durante toda a noite. Os soldados batiam em todas as pessoas que encontravam. Vivemos num inferno. Por favor ajudem-nos.”


Mark Farmaner
Burma Campaign UK


POR FAVOR ENVIE ESTA MENSAGEM A AMIGOS QUE NOS QUEIRAM AJUDAR.

______________________________________________

Lista de distribuição de e-mails da Burma Campaign UK: BurmaCampaign@lists.burmacampaign.org.uk

http://lists.burmacampaign.org.uk/cgibin/mailman/listinfo/burmacampaign


Fonte: http://www.tlaxcala.es/pp.asp?reference=3788&lg=en

Artigo original publicado a 28 de Setembro de 2007

Este artigo é para português de Bandeira do Portugal

Cristina Santos é membro de
Tlaxcala, a rede de tradutores pela diversidade lingüística. Esta tradução pode ser reproduzida livremente na condição de que sua integridade seja respeitada, bem como a menção ao autor, aos tradutores, aos revisores e à fonte.

URL deste artigo em Tlaxcala:
http://www.tlaxcala.es/pp.asp?reference=3801&lg=po


ZONA DOS TUFÕES : 01/10/2007

 
 IMPRIMIR IMPRIMIR 

 ENVIAR ESTA PÁGINA ENVIAR ESTA PÁGINA

 
VOLVERVOLVER 

 tlaxcala@tlaxcala.es

HORA DE PARÍSI  11:21