HOME TLAXCALA
a rede de tradutores pela diversidade lingüística
MANIFESTO DE TLAXCALA  QUEM SOMOS ?  OS AMIGOS DE TLAXCALA   PESQUISAR 

AO SUL DA FRONTEIRA (América Latina e Caribe)
IMPÉRIO (Questões globais)
TERRA DE CANAà(Palestina, Israel, Líbano)
UMMA (Mundo árabe, Islã)
NO VENTRE DA BALEIA (Ativismo nas metrópoles imperialistas)
PAZ E GUERRA (USA, UE, OTAN)
MÃE AFRICA (Continente africano, Oceano índico)

ZONA DOS TUFÕES  (Ásia, Pacífico)
KOM K DE KALVELLIDO (Diário de um cartunista proletário)
TEMPESTADE CEREBRAL  (Cultura, Comunicação)
OS INCLASSIFICADOS 
CRÔNICAS TLAXCALTECAS 
O FICHÁRIO DE TLAXCALA  (Glossários, dicionários, fichários)
BIBLIOTECA DE AUTORES 
GALERIA 
OS ARQUIVOS DE TLAXCALA  

17/12/2017
Español Français English Deutsch Português Italiano Català
عربي Svenska فارسی Ελληνικά русски TAMAZIGHT OTHER LANGUAGES
 

Povos da Papuásia Ocidental


AUTOR:   Survival

Traduzido por  Cristina Santos


A Papuásia Ocidental é a metade ocidental da ilha da Nova Guiné e, oficialmente, pertence à Indonésia. Possui uma variedade cultural e linguística espectacular: contém 0,01% da população mundial, mas lá falam-se 15% das línguas conhecidas do mundo.

Como vivem?

Na Papuásia Ocidental vivem 312 tribos diferentes, entre as quais alguns povos não contactados: é o lugar com o maior número de povos não contactados, com excepção do Brasil. Na região montanhosa do centro da ilha vivem os povos das terras altas, que criam porcos e cultivam batatas. Os povos das terras baixas vivem nas zonas costeiras pantanosas infectadas pela malária, e vivem da caça e da agricultura. Algumas das muitas línguas tribais estão relacionadas umas com as outras, mas existem algumas que são completamente diferentes de qualquer outra língua. Estes povos são etnicamente diferentes dos indonésios que ocupam o seu país.

Que problemas têm?

Todos os povos da Papuásia Ocidental têm sofrido muito desde a ocupação indonésia em 1963. O exército indonésio tem uma longa trajectória de violações de direitos humanos contra os papuásios, e os soldados indonésios consideram-nos pouco mais do que animais. Os recursos naturais da Papuásia Ocidental estão a ser explorados com grandes benefícios pelo governo indonésio e as empresas estrangeiras, mas à custa dos povos papuásios e da sua terra. Quando as empresas internacionais chegam a Papuásia Ocidental os militares acompanham-nas para “proteger” os seus “projectos vitais”. Com os militares chegam sempre as violações dos direitos humanos: assassinatos, detenções arbitrárias, violações e torturas. Os papuásios que protestam contra o governo indonésio, os militares ou os “projectos vitais” são vítimas de mais abusos.

Como é que Survival os ajuda?

Survival apoia o direito dos povos da Papuásia Ocidental a viver em paz na sua terra, denunciamos e protestamos contra as violações dos direitos humanos dos quais são vítimas, e lançamos campanhas a favor dos direitos de propriedade territorial. Apoiamos a oposição dos papuásios contra qualquer projecto prejudicial para a sua terra, tal como a fábrica de pasta de papel que a empresa Scott planeava construir na terra dos Auyu, o plano foi abandonado após os protestos internacionais. Survival pede ao governo indonésio que estabeleça um diálogo com os povos da Papuásia Ocidental para que possam decidir sobre o seu próprio modo de vida e o seu futuro.


Fonte: http://www.survival.es/indigenas/papua

Sobre o autor

Este artigo é para português de
Bandeira do Portugal

Cristina Santos é membro de Tlaxcala, a rede de tradutores pela diversidade lingüística. Esta tradução pode ser reproduzida livremente na condição de que sua integridade seja respeitada, bem como a menção ao autor, aos tradutores, aos revisores e à fonte.

URL deste artigo em Tlaxcala:
http://www.tlaxcala.es/pp.asp?reference=4413&lg=po


ZONA DOS TUFÕES : 29/12/2007

 
 IMPRIMIR IMPRIMIR 

 ENVIAR ESTA PÁGINA ENVIAR ESTA PÁGINA

 
VOLVERVOLVER 

 tlaxcala@tlaxcala.es

HORA DE PARÍSI  5:13