HOME TLAXCALA
a rede de tradutores pela diversidade lingüística
MANIFESTO DE TLAXCALA  QUEM SOMOS ?  OS AMIGOS DE TLAXCALA   PESQUISAR 

AO SUL DA FRONTEIRA (América Latina e Caribe)
IMPÉRIO (Questões globais)
TERRA DE CANAà(Palestina, Israel, Líbano)
UMMA (Mundo árabe, Islã)
NO VENTRE DA BALEIA (Ativismo nas metrópoles imperialistas)
PAZ E GUERRA (USA, UE, OTAN)
MÃE AFRICA (Continente africano, Oceano índico)

ZONA DOS TUFÕES  (Ásia, Pacífico)
KOM K DE KALVELLIDO (Diário de um cartunista proletário)
TEMPESTADE CEREBRAL  (Cultura, Comunicação)
OS INCLASSIFICADOS 
CRÔNICAS TLAXCALTECAS 
O FICHÁRIO DE TLAXCALA  (Glossários, dicionários, fichários)
BIBLIOTECA DE AUTORES 
GALERIA 
OS ARQUIVOS DE TLAXCALA  

16/12/2017
Español Français English Deutsch Português Italiano Català
عربي Svenska فارسی Ελληνικά русски TAMAZIGHT OTHER LANGUAGES
 
Um grito de Israel

Obama, faça-me este favor


AUTOR:  Edna CANETTI òãðä ÷ðèé

Traduzido por  Fernando Esteves


Caro Obama, me disseram que você vai mudar o mundo. Faça-me  este favor: para começar,venha aqui e mude minha vida.

Venha até Israel , pegue essa liderança estúpida e meta o pé na garganta de outro povo. Venha e nos obrigue a fazer o que é claro , o que está escrito, o que é apropriado e necessário. Venha e , se preciso, retire-nos dessa terra ocupada. Faça tudo isso com esse teu sorriso de dentes de um milhão de dólares. Mostre os dentes , se for preciso, nos faça mostrá-los também.

Faça com que eu não tenha que acordar cedo- o que eu odeio fazer- para ir até os checkpoints vigiar e chorar . Faça com que eu não tenha que ver uma criança de 19 anos defendendo sua casa apontando um rifle para um criança de 5 anos, porque fizeram-na acreditar que essa criança é um inimigo. Faça com que – enquanto minhas filhas tomam um banho de meia hora- eu não pense na família de Ayad em Awarta, que tem que colocar bacia embaixo da torneira para aproveitar a água, porque a água ali vale ouro. Porque os colonos precisam mais da água da Cisjordânia do que os palestinos.

Faça com que – quando estiver no trânsito- eu não pense nos vários carros  que esperam para entrar em Tulkarem, enquanto um por um é revistado por cães e soldados, porque houve um aviso de bomba.

Faça com que – quando minha irmã for levada às pressas para o hospital para dar a luz a seu filho- eu não pense nas mulheres em trabalho de parto,  pacientes cardíacos ou pessoas feridas que são detidos na entrada de Nablus , porque seus veículos não tem permissão para entrar.

Faça com que – ao ver na estrada soldados em seus uniformes- eu não me pergunte o que eles fizeram na noite passada : que casa eles invadiram sob o pretexto do straw widow procedure , que jovem eles espancaram nas ruas de Hawara, porque este sorriu na hora que não era para sorrir.

Faça com que – ao ouvir pela manhã as notícias no rádio- eu não ouça a satisfação na voz do locutor ao informar que 6 terroristas foram mortos pela IDF.

Obama , meu caro, nesse outono nao irei para a colheita nas oliveiras. Não trabalho lá fora. Não quero sofrer com a consciência de não estar fazendo o bastante, que estou vivendo minha vida, me dedicando a minha profissão, enquanto em outros lugares o simples fato de chegar em casa com vida já é uma profissão.

Por favor, liberte-me dessa dor , que eu sinto cada vez mais se aprofundar em mim. Ela é persistente. Não posso mais me alegrar com minha vida, minhas filhas e meus amigos, porque meu pensamento está  ou no pastor de Baqa, atrás de uma porta trancada , tiritando de frio, porque o soldado que tem a chave não veio, ou no jovem com os pés e mãos atados , com uma venda nos olhos, ou na menina de 3 anos baleada na cabeça ao cruzar os limites estabelecidos pelo checkpoint ou nas barricadas de entulho nas estradas que tornam impossível a vida de todo um povo.

Venha Obama, e nos salve de nós mesmos.

E se é verdade , como dizem, que você não é amigo de Israel... bom, então não seja. Temos amigos que nos dão armas e que justificam todas barbaridades que cometemos. Salve-nos também das cortes internacionais . Seja um amigo de verdade. Salve-nos de nós mesmos. Não faça isso pelo mundo, faça por mim, para que eu possa ter paz. Você me deve isso.Nao acredito em Deus, mas rezo por você.


Fonte: אובמה, בוא תעשה לי טובה אישית  Obama, please do me a personal favour (Traslated by George Malent)


Artigo original publicado em 4/11/2008 

Tradução redigida em português do

Sobre a autora

Fernando Esteves é membro de Tlaxcala, a rede de tradutores pela diversidade lingüística. Esta tradução pode ser reproduzida livremente na condição de que sua integridade seja respeitada, bem como a menção à autora, aos tradutores, aos revisores e à fonte.

URL deste artigo em Tlaxcala:
http://www.tlaxcala.es/pp.asp?reference=6313&lg=po

 


TERRA DE CANAÃ: 11/11/2008

 
 IMPRIMIR IMPRIMIR 

 ENVIAR ESTA PÁGINA ENVIAR ESTA PÁGINA

 
VOLVERVOLVER 

 tlaxcala@tlaxcala.es

HORA DE PARÍSI  23:33